Programa

CARGA HORÁRIA

60 horas

CERTIFICAÇÃO

Será concedido certificado para os participantes que alcançarem nota mínima de 7,0 nas avaliações.

PROGRAMA (Clicar o sinal de “+” para detalhar o tópico)

1. CAPTAÇÃO DE RECURSOS SUBSIDIADOS DE LONGO PRAZO

  1. INTRODUÇÃO
    1. Oportunidades de crédito subsidiado de longo prazo oferecido pelos Bancos de Desenvolvimento e Agências Estaduais de Desenvolvimento: BNDES, Banco do Brasil, Banco do Nordeste do Brasil, Banco da Amazônia, Banco de Desenvolvimento de Angola, DESENVOLVE SP, Bancos Privados Credenciados pelo BNDES.
    2. Prazos e taxas de juros subsidiadas praticadas pelos bancos (juros reais negativos)
    3. Beneficiários do crédito subsidiado de longo prazo;
    4. Finalidades de uso dos recursos do financiamento;
    5. As 32 atividades envolvidas com a captação de recursos subsidiados de longo prazo: do surgimento da ideia do negócio à liberação dos recursos captados;
    6. Atividades, etapas e atores do fluxo do processo de captação de recursos subsidiados de longo prazo;
    7. Tecnologias para gestão do processo de captação de recursos subsidiados de longo prazo;
    8. Apresentação do software GIGAFLUXO;
    9. Como os consultores podem aproveitar todas as oportunidades de trabalho no setor;
    10. Como verificar se a empresa encontra-se apta ao crédito (10 passos para acessar o crédito – Roteiro de anamnese empresarial para identificação de negócios promissores).
  2. O PROJETO DE INVESTIMENTO (PROJETO DE NEGÓCIOS)
    1. O que é um projeto de investimento;
    2. Porque o projeto de investimento é necessário;
    3. Sustentabilidade do projeto de investimento;
    4. Para que serve o projeto de investimento do ponto de vista do empresário e do ponto de vista do agente financeiro;
    5. Porque o empresário não pode dispensar o projeto de investimento;
    6. Informações obrigatórias do projeto;
    7. Riscos e incertezas envolvidos com um negócio;
    8. Garantias em projetos de investimento;
    9. Documentação encaminhada ao agente financeiro junto com o projeto de investimento;
    10. Procedimentos prévios do consultor ou da empresa antes de encaminhar o projeto de investimento ao agente financeiro;
    11. Como abordar os aspectos quantitativos do projeto;
    12. Como abordar os aspectos qualitativos do projeto;
    13. As armadilhas dos números;
    14. Abordagem correta para assegurar a aprovação do projeto;
    15. O relacionamento adequado com o agente financeiro;
    16. Ajustes durante o andamento do Processo de análise do projeto.
  3. O FINANCIAMENTO
    1. Objetivos do empresário para buscar o financiamento;
    2. O critério mais relevante para concessão do crédito;
    3. Preparativos para encaminhar o projeto de investimento ao agente financeiro.

2. POR DENTRO DO SEAP

  1. Princípios e fundamentos colocados no SEAP durante sua concepção;
  2. Utilização do SEAP para elaboração de Projetos para BNB, BNDES, BASA E BANCO DO BRASIL, Agências Estaduais de Desenvolvimento e bancos privados credenciados pelo BNDES;
  3. Instalação do SEAP;
  4. Instalação de correções no Windows para funcionamento do SEAP;
  5. Principais Funções do SEAP;
  6. Os módulos do SEAP;
  7. Como preparar as informações e os valores para serem lançados no SEAP;
  8. As informações mais importantes que vão para o SEAP;
  9. Os resultados gerados pelo SEAP;
  10. A questão crítica a ser respondida com ajuda do SEAP;
  11. Como seguir a ordem correta de entrada de dados;
  12. Recursos do SEAP que asseguram máxima produtividade;
  13. Procedimentos a serem feitos antes da entrega do projeto ao Banco;
  14. Importação de projetos, informações contábeis e avaliações de bens;
  15. Exportação de projetos, informações contábeis e avaliações de bens;
  16. Duplicação completa de um projeto;
  17. Como fazer back-up da base de dados do SEAP;
  18. Como inserir uma logomarca personalizada nos relatórios do SEAP.

3. DIRETRIZES, NORMAS, ROTEIROS E INSTRUMENTOS ADOTADOS PELOS AGENTES FINANCEIROS – BANCOS E AGÊNCIAS DE DESENVOLVIMENTO

  1. INFORMAÇÕES EXCLUSIVAS DA GIGAMEDIA CONSULTORIA
    1. O KIT CONSULTOR DA GIGAMEDIA CONSULTORIA – Ferramentas, normas, softwares, roteiros e minutas necessários para realização do trabalho de captação de recursos subsidiados de longo prazo do BNDES, BNB, BB, BASA, BDA, DESENVOLVE SP e Bancos Privados Credenciados pelo BNDES;
    2. O software GIGAFLUXO;
    3. Minutas de documentos e cartas utilizadas no trabalho de captação de recursos;
    4. O roteiro completo para elaborar um bom projeto de negócios.
  2. BNDES
    1. Como utilizar o SEAP em projetos do BNDES;
    2. Recursos movimentados;
    3. Origem dos recursos;
    4. Quem pode obter financiamento;
    5. Setores, empreendimentos e itens não apoiáveis;
    6. Recursos a fundo perdido;
    7. Operacionalização do crédito nas operações diretas e indiretas;
    8. Custo das operações diretas e indiretas (taxas de juros);
    9. Principais instituições financeiras credenciadas;
    10. Garantias e fundo garantidor;
    11. Cartão BNDES;
    12. Normativos do BNDES;
    13. Roteiros e planilhas para apresentação de pedidos de financiamento;
    14. Como navegar no site do BNDES com a máxima eficiência;
    15. Acesso a eventos do BNDES em todo o Brasil;
    16. Como obter suporte do BNDES.
  3. BANCO DO NORDESTE, BANCO DO BRASIL E BANCO DA AMAZÔNIA
    1. Como utilizar o SEAP nos projetos de investimento;
    2. Diretrizes Gerais dos fundos constitucionais;
    3. Programação anual dos fundos constitucionais;
    4. Classificação das empresas;
    5. Limites de Financiamento;
    6. Custo das operações (taxas de juros);
    7. Prazos e carências;
    8. Formas de apresentação dos pedidos de financiamento;
    9. Normativos dos bancos de desenvolvimento;
    10. Roteiros de apresentação de pedidos de financiamento;
    11. Softwares utilizados para elaboração de projetos de investimento;
    12. Planilhas auxiliares;
    13. Laudo de Avaliação de bens;
    14. Laudo de Assessoria Empresarial e Técnica;
    15. Roteiros e softwares exclusivos da GigaMedia Consultoria;
    16. Como obter suporte técnico.
  4. DESENVOLVE SP (APRESENTADO SOMENTE NA CIDADE DE SÃO PAULO)
    1. Como utilizar o SEAP nos projetos de investimento;
    2. Principais problemas identificados pelo DESENVOLVE SP que dificultam o acesso ao crédito;
    3. Informações gerais sobre o DESENVOLVE SP;
    4. Normativos do DESENVOLVE SP;
    5. Linhas de financiamento para empresas;
    6. Linhas de financiamento para municípios;
    7. Linhas de financiamento dos programas do Governo do Estado de SP;
    8. Procedimentos para obter financiamento;
    9. Garantias;
    10. Limites de financiamento;
    11. Custo das operações (taxas de juros);
    12. Prazos e carências;
    13. Quando é necessário o projeto de investimento;
    14. Roteiros e planilhas para apresentação de pedidos de financiamento;
    15. Suporte Técnico.

4. COMO REALIZAR A MODELAGEM DE NEGÓCIOS (NOVOS OU EXISTENTES)

  1. Conhecer o melhor método utilizado mundialmente para modelagem de negócios;
  2. Importância da modelagem de negócios para empreendimentos já implantados;
  3. Facilidade de visualizar um novo negócio com técnicas de modelagem;
  4. Elaboração da modelagem de um negócio com base no método apresentado.

5.A METODOLOGIA COMPLETA DA GIGAMEDIA CONSULTORIA PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS DE ALTO NÍVEL

  1. Etapas para a construção de um projeto do zero;
  2. Como organizar a captura das informações descritivas do projeto;
  3. Técnica de elaboração das memórias de cálculos para preparar as informações quantitativas antes de utilizar o SEAP:
  4. Estimativas de Investimentos;
  5. Centros de receitas;
  6. Centros de custos;
  7. Custos relacionados ao Projeto;
  8. Custos relacionados à Atividade;
  9. Custos relacionados ao Produto;
  10. Capacidade de Pagamento;
  11. Análise de sensibilidade/Construção de cenários;
  12. Escolha do cenário ideal.
  13. A transferência simplificada dos valores para o SEAP;
  14. Comparação entre os valores produzidos na planilha e os valores produzidos no SEAP para afinamento dos valores a serem apresentados ao Agente Financeiro;
  15. Técnicas para evitar contradições entre informações quantitativas e descritivas do projeto.

6. REALIZAÇÃO DE 4 ESTUDOS DE CASO = 2 OBRIGATÓRIOS E 2 OPCIONAIS:

  • 1 – SETOR INDUSTRIAL (OPCIONAL, À ESCOLHA DO PARTICIPANTE)
  • 1 – SETOR RURAL (OPCIONAL, À ESCOLHA DO PARTICIPANTE)
  • 1 –  SETOR COMERCIAL
  • 1 – SIMULAÇÃO RÁPIDA DO SEAP
  1. Como utilizar o módulo de avaliação de bens do SEAP;
  2. Verificando os relatórios da Avaliação de Bens;
  3. Cadastrar o profissional encarregado da elaboração do projeto;
  4. Cadastrar o cliente;
  5. Cadastrar os demonstrativos contábeis;
  6. Cadastrar o Projeto;
  7. Informações diversas do projeto;
  8. Vinculação da avaliação de bens ao projeto;
  9. Programa de inversões (Plano de Investimentos);
  10. Custos/despesas associados ao projeto;
  11. Cadastrar atividades;
  12. Custos/despesas associados à atividade;
  13. Cadastrar a Produção;
  14. Custos associados à produção;
  15. Garantias;
  16. Classificação do produtor/competitividade/ enquadramento normativo;
  17. Realizar o estudo da capacidade de pagamento para definir prazo e carência;
  18. Comprovação de recursos próprios;
  19. Documentos do check-list e documentos anexos;
  20. Analisar os méritos econômicos e sociais do projeto;
  21. Gerar os relatórios do projeto;
  22. Conferir as informações antes de enviar projeto para o Banco/Agente Financeiro;
  23. Exportar o projeto.

7. APROFUNDAR A EXPERIÊNCIA COM OS ESTUDOS DE CASO

  1.  Compreender os conceitos gerais necessários para a elaboração de um projeto de captação de recursos bem sucedido;
  2. O motivo principal de devolução de projetos pelo Agente Financeiro;
  3. Como realizar as projeções sem risco de erros de cálculos;
  4. Conhecer as conexões internas do SEAP, os ajustes automáticos e informações de relatórios;
  5. Como tratar a contrapartida do cliente (recursos próprios) no projeto de captação de recursos;
  6. Compreender os centros de custos e despesas do SEAP;
  7. Compreender minuciosamente como o SEAP calcula o Capital de Giro e como lidar com essa informação para os diferentes bancos e agentes financeiros;
  8. O critério mais relevante para aprovação do financiamento;
  9. Como realizar o estudo da capacidade de pagamento no SEAP: estratégias adequadas para definição de prazo e carência das operações;
  10. Simulação de diversas situações de capacidade de pagamento;
  11. Como o SEAP calcula a Taxa Interna de Retorno (TIR) e outros indicadores de viabilidade do projeto;
  12. O significado da Taxa Interna de Retorno (TIR) nos projetos de captação de recursos;
  13. A influência do custo médio ponderado de capital no projeto;
  14. Conhecer os demais indicadores de viabilidade, Payback, Lucratividade e Rentabilidade;
  15. Atitude do consultor quando se depara com projetos que não apresentam viabilidade;
  16. Os ajustes que podem ser realizados no caso em que o projeto não apresenta viabilidade.

8. A EXPERIÊNCIA DE UMA SIMULAÇÃO NO SEAP EM 5 MINUTOS

  1.  A utilidade prática de simulações rápidas;
  2. As informações essenciais para realização da simulação em 5 minutos;
  3. Como baixar esse tempo para 3 minutos;
  4. A geração da ficha financeira do financiamento;
  5. Importantes lições compreendidas na simulação.

9. COMO FINALIZAR O TRABALHO E ENCAMINHAR O PROJETO AO AGENTE FINANCEIRO

  1. Cuidados antes de encaminhar o projeto de captação de recursos ao Agente Financeiro;
  2. Como combinar a boa apresentação e o bom conteúdo;
  3. Apresentação de um roteiro com formatação profissional;
  4. Os relatórios e anexos obrigatórios do SEAP para projetos de empreendimentos de médio e grande porte;
  5. Os relatórios obrigatórios do SEAP para projetos de empreendimentos de pequeno porte;
  6. Como organizar o conteúdo para os casos de empreendimentos de médio e grande porte e para os casos de empreendimentos de pequeno porte;
  7. Como aproveitar os recursos de impressão rápida do SEAP;
  8. Como organizar as informações em meios digitais para encaminhar ao Agente Financeiro.

10. COMPARTILHAMENTO DE INFORMAÇÕES APÓS O CURSO E SERVIÇOS DE APOIO DA GIGAMEDIA CONSULTORIA

  1. Apoio da GigaMedia Consultoria a Executivos, Projetistas, Elaboradores de Projetos e Consultores;
  2. Como validar um projeto antes de encaminhar ao Agente Financeiro;
  3. Programa de Profissionalização em Consultoria de Desenvolvimento;
  4. Bibliografia para executivos de finanças e para os profissionais que atuam como consultores de desenvolvimento.